Acesso ou Registar-se para submeter um artigo.

Condições para Submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita e não se encontra sob revisão ou para publicação junto de outra revista. Caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao Editor".
  • Os ficheiros para submissão encontram-se em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF (desde que não ultrapassem 2MB)
  • O texto está em espaço simples; usa uma fonte Arial de 11-pontos ou 10-pontos conforme definido em Instruções para os autores ; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos nas Instruções para os autores .

Instruções para Autores

Os artigos da ISLAe-Journal, poderão ser publicados em português ou inglês. A publicação de artigos é gratuita bem como o acesso.

Os artigos deverão ser submetidos online, depois de registo, no site da ISLAe-Journal, no seguinte endereço: http://www.islae-journal.com/

A submissão online será feita sob anonimato, isto é, o artigo não deverá ter qualquer referência nem aos autores nem à instituição a que pertencem. 

FORMATO DO ARTIGO - Obtenha aqui o template para construir o seu artigo

Processador de texto: Word, OpenOffice ou RTF (desde que não ultrapassem 2MB).

Extensão: a extensão dos artigos deverá ser entre 5.000 e 7.000 palavras (incluídos resumo, abstract, notas e bibliografia). 

Tipografia: Corpo do artigo, Arial 11 pts. Outras seções, Arial 10 pts.

Espaçamento: simples; sem espaço em branco entre os paragráfos.

Margens: Esquerda e superior, 3 cm. Direita e inferior, 2 cm.

Parágrafos: Justificados à esquerda e à direita (sem recuo na primeira linha de cada parágrafo).

Títulos: não se numeram os títulos e subtítulos.

Notas: devem ser numeradas ao longo do texto e apresentadas no final do artigo (antes das Referências). Devem restringir-se ao mínimo possível.

Referências: Devem seguir o formato APA (vêr a seguir).

Tabelas, gráficos e similares: Todas as figuras deverão ser numeradas em função do tipo (p.e., Tabela 1; Figura 1). 

Nas tabelas não se permitem linhas verticais visíveis. Todas devem ter título e número na sua parte superior. Como no exemplo a seguir: Tabela 1. Título da tabela

Nas figuras, a numeração e o título devem constar na parte inferior da mesma: Figura 1. Título da figura.

ESTRUTURA DOS ARTIGOS

Cada artigo deve seguir a estrutura que se apresenta a seguir. 

Título do artigo em português (entre parêntesis, na linha a seguir, título em inglés). Se artigo for escrito em inglês (colocar a seguir o título em português entre parênteses). O título deve ter, no máximo, 12 palavras.

Autor/es e afiliação (nome a apelido (s); institução de afiliação e país). Estes dados devem ser suprimidos na submissão inicial.

Resumo em português (extensão 200 – 250 palavras) e em inglês (abstract) seguindo o esquema IMReD (Introdução, Metodología, Resultados e Discussão). Se o artigo for escrito em inglês deverá incluir resumo em inglês (abstract) e resumo em português.

Palavras chave (entre 3 e 6 descritores) em português e inglês  (ou vice-versa se artigo em inglês) separadas por ponto e virgula (;). Estas palavras chave devem ser extraídas do ERIC, e servem para a inclusão do trabalho - uma vez publicado - em diferentes bases de dados e catálogos.

Texto do artigo. Desenvolvimento do trabalho conforme os autores considerarem adequado e seguindo o definido em Formatação.

Citações dentro do texto. As referências a artigos ou livros aparecerão no texto entre parênteses, indicando o sobrenome do autor e o ano, separados por uma vírgula (Peters, 2001). No caso de numa mesma referência se incluírem vários livros ou artigos, serão citados um em continuação do outro por ordem alfabética e separados por um ponto e vírgula (García, 2002; Sarramona, 2001). Se na referência se incluírem vários trabalhos de um mesmo autor, bastará colocar o sobrenome e os anos dos diferentes trabalhos separados por vírgulas, distinguindo-se por letras (a, b, etc.) aqueles trabalhos que tenham sido publicados no mesmo ano (Armengol, 1990, 1995, 2000a, 2000b, 2002, 2004). Se o nome do autor faz parte do texto só irá entre parênteses o ano de publicação [Keegan (1992) afirmou que...].

Citações textuais. As citações textuais com uma extensão menor do que 40 palavras irão entre aspas e, a seguir, entre parênteses, se indicará o sobrenome do autor do texto, o ano e a página ou páginas de onde foi extraído o texto. Exemplo: “por educação a distância entendemos [...] contato ocasional com outros estudantes” (Blanco, 1986, p. 16). Se o nome do autor forma parte do texto, seria assim: Como Martínez (2001, p. 102) destaca “...”. As citações de 40 ou mais palavras (citações diretas) deverão aparecer num bloco de texto independente, sem aspas e ajustado à mesma altura que a primeira linha de um novo parágrafo. No final se indicará entre parênteses o autor, ano e página/s.

Citação de obras não consultadas pelo autor. Sempre que o extrato ou a obra citados não foram vistos pelo autor e a citação é feita indiretamente, por intermédio de outra fonte, devem fazer-se anteceder as citações da indicação citado por; a obra que constará da bibliografia é aquela de onde foi tirada a citação. Exemplo: Bob (1996, citado por Riviére, 2004, p. 50).

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

As referências devem ser relevantes, adequadas, atuais (40% com menos de 5 anos) e variadas (internacional) e seguir as normas APA. 

Artigo publicado em revistas científicas: Cerqueira, M. F. & Martins, A. O. (2011). A gestão da formação profissional nos últimos 50 anos em Portugal. ISLA Multidisciplinary e-Journal, 1, 123-145.

Livro de um único autor: Francisco, A. (2010). Educação, Globalização e Neoliberalismo. Os novos modos de regulação transnacional das políticas de educação. Lisboa: Edições 60.

Livro de mais do que um autor: Fernandes, R., Lopes. A., & Filho, L.M. de F. (2006). Para a compreensão histórica da infância. Porto: Campo das Letras.

Capítulo de livro: Zabalza, M. A. (2003). A construção do currículo: a diversidade numa escola para todos. In O. C. de Sousa & M. M. C. Ricardo (Org.). Uma escola com sentido: o currículo em análise e debate (pp. 171-194). Lisboa: Edições 70.

Dissertações não publicadas: Mendes, M. M. C. (2004). A Gestão de RH e as políticas de emprego nas PME. Dissertação de Mestrado. Santarém: ISLA Santarém.

Teses não publicadas: Coimbra, M. N. C. T. (2011). O Círculo do Marketing. Tese de doutoramento. Lisboa: Universidade de Lisboa.

Artigos consultados em indexadores eletrónicos: Goldsmith, L., Snider, D., & Hamm, S. (2010). Student perception of their online learning experience. Obtido em 04 do 03 de 2011, de http://cnx.org/content/m35740/latest

INFORMAÇÕES A INCLUIR NA SUBMISSÃO FINAL

Perfil acadêmico e profissional do autor/es (entre 25 e 75 palavras), na mesma ordem em que apareçam no cabeçalho do artigo. Destacar as principais linhas de trabalho de cada um. Esses dados serão suprimidos no primeiro envio (para assegurar a revisão cega).

Endereço postal e eletrônico do autor/es. Esses dados serão suprimidos no primeiro envio.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços fornecidos nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.