A OPINIÃO DOS AGENTES TURÍSTICOS SOBRE OS TRANSPORTES NA CIDADE DE SANTARÉM

  • Rui Miguel Ferreira Carvalho
Palavras-chave: Transportes, Turismo, Qualidade, Acessibilidade, Oferta Turística, Santarém

Resumo

Introdução: Os transportes turísticos constituem um dos elementos cruciais do sistema turístico. A acessibilidade e a qualidade dos transportes são duas das dimensões que influenciam o grau de satisfação dos turistas. Este artigo procurou analisar a perceção dos agentes turísticos acerca da oferta de transportes turísticos na cidade de Santarém.

Método: Foi aplicado o inquérito por entrevistas semiestruturadas a cinco agentes de vários setores turísticos a operar no destino, tendo-se recorrido ao software NVivo 12 e SPSS para o indispensável tratamento dos dados.

Resultados: Os resultados preliminares do estudo exploratório, demonstram que mais atenção é dada ao acesso que a rede de transportes oferece aos atrativos turísticos do que em relação à acessibilidade geral na cidade. No que concerne à qualidade, as subcategorias mais importantes são o “Preço”, as “Infraestruturas” e a “Higienização”. Foi identificada a frequência dos transportes como uma subcategoria importante no contexto dos transportes, onde a segurança nos transportes constitui uma caraterística importante na opinião da oferta.

Discussão: Os dados exploratórios permitem percecionar que a acessibilidade e a qualidade dos transportes da cidade, não desempenham um papel fundamental para a oferta, visto que a componente do transporte não é crucial para a distribuição da oferta turística.

Conclusão: O estudo exploratório permitiu analisar a opinião dos agentes turísticos acerca da acessibilidade e qualidade dos transportes turísticos na cidade de Santarém. É reconhecido que os transportes constituem um componente importante do sistema turístico, mas que não são indispensáveis para os seus respetivos negócios. Os transportes turísticos parecem não refletir a qualidade oferecida, são pouco frequentes, existem poucos lugares de estacionamento para fins turísticos e a rede de transportes parece servir melhor os habitantes e do que os visitantes. Mais atenção terá que ser dada à frequência dos transportes turísticos enquanto dimensão a ser incluída em futuros estudos de turismo que contemplem os transportes turísticos.

Publicado
2022-03-12